Porque tudo arde























Então, agora, já não está nada a arder? Ah, a água apagou as chamas. Pois é. Bem, enquanto a chuva arrefece os ânimos e, pelo menos, até as temperaturas voltarem a subir, convém ler esta obra-prima. O epíteto não é exagerado. Para se perceber afinal porque tudo arde. Um excerto do texto da contra-capa, sempre textos ignorados, afina o diapasão: "Neste livro, usando uma linguagem simples e incisiva - sustentada em dados surpreendentes e análises inéditas -, o autor prova que os incêndios florestais não são afinal uma tragédia inesperada. Antes são a consequência de erros crónicos, misturados com mentiras dolosas, deturpações intencionais, evidentes fraudes e insuportáveis irresponsabilidades." Para que conste. E não é livro único. Mais informações sobre o autor, aqui.