Crème de la Crème


O comité do Prémio Nobel atribuiu o galardão de 2006 , no campo da Literatura, a Orhan Pamuk (n. 07.06.1952). A distinção foi justificada deste modo: «na busca pela alma melancólica da sua cidade, descobriu novos símbolos para o confronto e o cruzar de culturas». A editora Presença publicou dois dos seus romances: «Os Jardins da Memória» e «Cidadela Branca». O prémio, no valor de 1,1 milhões de euro, será entregue em Estocolmo no próximo dia 10 de Dezembro. [Ruben P. Ferreira]

0 comentários:

 

Quantcast