Uma criança um adulto em miniatura, a pedir do quotidiano uma resposta. Como toda a gente que observa as respostas passarem-lhe à frente ofuscados pela imensa névoa que escamoteia qualquer pensamento mais alongado. O gosto de as pessoas fazerem o que querem, daquela (anterior), da aprendizagem desde muito cedo, enquanto a civilização se esquece de viver e de ser.
[Ruben P. Ferreira]

0 comentários:

 

Quantcast