Minuto

Hoje, tenho tão pouco para dizer e tanto que se amontoa e que fica retido para confessar mais tarde, senão nada apenas agora um longo suspiro, de outrora, de lodo a ferver e um corpo a quedar-se quando acorda, amontoado nas suas próprias cinzas, a correr agora, vês, corre sem rumo para dentro da sua imensa nostalgia, passo a passo o som criado tonifica a música acutilante, muito ferverosa, por um dado espaço interior construído por fora, a transbordar por todos os lados um corpo por confusões e apropriações, a guerrear contra a terra acumulada a cada canto, por um plano firme enquanto a espera do tal silêncio inesperado continua a unir pontas e laços, a tentar denotar uma espessura esboçada com um corrector em punho, todos os dias todas as palavras de que me lembro. [Ruben P. Ferreira]

0 comentários:

 

Quantcast