Reflexões sobre o Sr. Pessoa

O SR. PESSOA gostava de pensar nos rios. Água a fluir
no seu próprio leito eram o seu emblema do saber:
a sua vida e arte eram respiração e dádiva.

Gostava das verdades que sem resistência abrem caminho
e da natureza que é serena na sua própria existência.
Desconfiava de argumentos subtis e de clamor obstinado.

Para o Sr. Pessoa, um rio que vai correndo recatado
sem pressas até ao mar inescapável
e embala as algas e peixes mudos era o modelo da vida.

Dos rios falava muitas vezes e da sua morte rara;
achava-os lógica pura. Costumo sentar-me à beira
de um rio e penso no Sr. Pessoa com tranquilo orgulho.

[Reflexões sobre o Sr. Pessoa, de John Wain, Cotovia]
[Ruben P. Ferreira]

0 comentários:

 

Quantcast