1935-2009


João Bénard da Costa, morreu hoje, aos 74 anos. Foi Director da Cinemateca Portuguesa até 2008 quando, por motivos de doença, foi substituído por Pedro Mexia, que assumiu a direcção interina da instituição. Com ele, morre uma ideia de cinema, que perdura nos textos e livros que escreveu. Boa altura para recordar a profundidade da sua prosa, as referências sempre cultas. O que não invalida que também tenha escrito sobre a morte de alguém de quem gostava muito. Quando encontrar o recorte de jornal, reproduzi-lo-ei. Desenvolvimentos aqui e aqui. [fotografia de Rui Coutinho]

 

Quantcast