Casa roubada, fechadura nova


Como é que o Credit Suisse está a tratar da crise? A oferecer parte dos «activos tóxicos» (bens ilíquidos) -- em vez dos tradicionais bónus em dinheiro vivo -- como prémio anual (e semestral) a alguns dos seus gestores e administradores de topo. E isso resulta? Bem, quererá o proprietário de fundos (e outros), arriscar a fortuna em operações de engenheria financeira irresponsáveis? Parece que não. Para perceber a compexidade da medida, ler aqui.

 

Quantcast