Play it again, Sam



Começa a sentir-se -- se é que não existiu sempre -- uma relativa agitação quanto ao sucessor de Bérnard da Costa na direcção da Cinemateca. Mais do que a escolha de um sucessor, está em causa um 'estilo'. Uma maneira de ver o cinema e de assim traçar um rumo para a única cinemateca portuguesa, para o espólio do seu museu e evolução cultural. A questão primordial é essa. Por isso, uma frase de um cineasta calha bem: «cada arte tem o seu próprio siginificado poético, e o cinema não constitui uma excepção: ele tem a sua função particular, o seu próprio destino, e nasceu para dar expressão a uma esfera específica da vida, cujo significado ainda não encontrara expressão em nenhuma das formas de arte existentes. Tudo o que há de novo na arte surgiu em resposta a uma necessidade espiritual, e sua função é fazer aquelas indagações que são de suprema importância para nossa época.» [excerto de Esculpir o Tempo, de Tarkovski, Martins Fontes, São Paulo, Brasil].

 

Quantcast