Novidades Dom Quixote - Setembro

A Dom Quixote tem preparada para Setembro uma rentrée de luxo. No campo da Poesia, duas obras a merecer atenção crítica: Poesia, de Manuel Alegre e, E Se Fosse Um Intervalo, de Ana Luísa Amaral. No domínio da ficção, um dos romances finalistas do Prémio Leya 2008, Eu, Peter Porfírio, O Maioral, de Alaor Barbosa; a reedição de Quinta das Virtudes, de Mário Cláudio; o quarto livro da colecção Biblioteca António Lobo Antunes, desta feita, A Consciência de Zeno, de Ytalo Svevo; Indignation, 27º obra de Philip Roth; O Tambor de Lata, de Günter Grass; e, A Ignorância do Sangue, de Robert Wilson. Dois volumes de ficção e ilustração: A Minha Primeira República, de José Jorge Letria (ficção) e Afonso Cruz (ilustração), em que se conta a história da República Portuguesa; e, A Minha Primeira Sophia, de Fernando Pinto do Amaral (texto) e Fernanda Fragateiro (ilustrações), em que se conta a vida e obra de Sophia de Mello Breyner Andresen. Quanto a História propriamente dita, a reedição de um livro há muito esgotado: II Guerra Mundial, de Martin Gilbert. Nos meandros da Economia: A Reconstrução do Sistema Financeiro Global, de Martin Wolf. E, para fechar, humor com, O Mundo da Água, de Frank Schatzing.

 

Quantcast